Cáries: o que são e como se formam

Por Odonto em 31 de Julho de 2017
caries

As cáries são talvez o problema de saúde bucal mais conhecido do mundo. Desde pequenos, aprendemos que não devemos ir dormir sem escovar os dentes porque o açúcar dos alimentos pode causar cáries

 

Mas o quê são exatamente as cáries e como elas afetam a saúde da nossa boca?

As cáries são na verdade o processo de desmineralização do nosso dente, ou seja, quando ocorre o acúmulo de sujeira na nossa boca, esse acúmulo se une à uma série de bactérias que já está em nossa boca e essa mistura produz ácidos que corroem as primeiras camadas dos dentes.

Se não forem tratadas rapidamente, as cáries podem se tornar cada vez mais profundas e comprometer também as camadas interiores do dente, como a polpa, podendo chegar a formar um abcesso e infeccionar a raiz do dente, o que torna necessário um tipo de tratamento já mais complexo: o famoso e assustador tratamento de canal.

 

Existem 3 tipos de de cárie:

Cárie Coronária:

São as cáries mais comuns e ficam na parte de cima dos dentes, as chamadas coronárias.

Cárie Radicular:

Tipo de cárie que costuma aparecer mais em adultos, quando a gengiva se retrai com o envelhecimento, deixando exposta uma parte mais frágil do dente que não tem esmalte

Cárie Recorrente:

Esse é o tipo de cárie onde ocorre o acúmulo de placa bacteriana em volta dos materiais de tratamentos já feitos, como a resina das restaurações.

 

Quais são os sintomas de que tenho uma cárie?

As cáries têm como sintomas mais comuns a dor de dente, a sensibilidade e a dor ao mastigar.

 

Mas como posso saber se estou com cáries?

Somente um dentista pode saber ao certo se o que você tem é uma cárie ou não. Isso porque as cáries não ocorrem na parte superficial do dente e sim pra dentro dele. Dessa forma, mesmo os especialistas utilizam radiografias para ter certeza sobre a maioria dos casos de diagnóstico de cáries.

 

E qual é o tratamento certo para cáries?

Se descoberta ainda no início, a cárie pode ser tratada com aplicações de flúor para barrar a ação das bactérias e a corrosão do dente. Se a cárie já tiver avançado mais, o dentista provavelmente optará por um processo de restauração, retirando a parte corrompida, limpando o dente e preenchendo o espaço.  Mas, se o caso for grave, é possível até que seja necessário extrair o dente, substituindo este por uma prótese ou implante.

De qualquer forma, o melhor jeito de evitar as cáries é a prevenção. Para isso, além de uma boa higienização, de usar produtos com flúor e ter uma dieta balanceada em amidos e açúcares, é recomendado fazer visitas de rotina ao seu dentista para que ele possa avaliar melhor cada situação.

 

Na OdontoPrev, os todos os planos dão direito à restaurações, agendamento online e contam com assistência 24 horas para emergências, além de outras coberturas que cada plano oferece de acordo com a sua necessidade.

 

Ainda não conhece as opções que a OdontoPrev tem para você?

Saiba mais aqui.